Title Image

Blog

The Guardian: Açúcar é o álcool das crianças

O editorial escrito pelo endocrino pediatra californiano Robert Lustig no jornal britâico #TheGuardian é bastante claro, incisivo e alarmante.

Quem milita nesse meio low carb/paleo, provavelmente conhece o Dr. Lustig. Há alguns anos é uma das maiores vozes contra o açúcar ao redor do mundo.

Se engana quem pensa exclusivamente no açucareiro. Cereais matinais, sucos de frutas, iogurtes industriais, guloseimas e inúmeros produtos acrescidos do venenoso xarope de milho de alta concentração de frutose (incluindo papinhas, lanchinhos rápidos e leites) garantem que, nossas crianças recebam, segundo dados americanos, mais de metade das suas calorias sob a forma de açúcar.

Ninguém duvida que o álcool consumido cronicamente e em altas doses pode gerar dependência e ser extremamente tóxico. Isso respalda a proibição de seu uso pelas crianças. Doenças como diabetes tipo 2 e esteatose hepática (gordura no fígado) estão associadas com esse abuso.

O açúcar de mesa (sacarose) é composto em taxas iguais por glicose e frutose. Essa útlima é metabolizada no fígado de modo similar ao álcool. Isso torna a frutose potencialmente aditiva com toxicidade associada. O açúcar é o álcool que estamos dando, sem restrição, para nossas crianças. Isso ajuda a explicar o crescente número de casos de diabetes tipo 2 e esteatose hepática nessa faixa etária, sem que elas sejam consumidoras de álcool.

Fonte: https://www.theguardian.com/commentisfree/2017/jan/04/sugar-alcohol-child-breakfast-diabetes-liver-disease-corporate

Postar um comentário