Title Image

Blog

Estado de Minas: Gordura inflama o cérebro e o corpo

Com esse título, a matéria em questão deveria estar veiculada no caderno de diversão: jogo dos 7 erros ou piada do dia.

Vamos lá… a fonte primária para o artigo veiculado hoje no jornal @emimagem é a publicação de ciência básica disponível em http://dx.doi.org/10.1016/j.cmet.2017.05.015.

Sumariamente testam em cobaias (ratos) se a micróglia (grupo de células do sistema nervoso) inflamada pela dieta (low fat x high fat – não consegui ver detalhes na constituição de cada dieta, apesar da matéria dizer que o experimento foi feito com fast food – se isso for verdade a dieta não é high fat e sim high lixo) poderia ter alguma relação com a obesidade, sendo assim um potencial alvo para drogas no seu tratamento.

Ciência básica é importante na geração de hipóteses, mas impossível concluir qualquer coisa para a prática clínica. Já existem mais de 50 ensaios clínicos randomizados em humanos que mostram segurança e melhores desfechos nas dietas de baixo carboidrato e alto teor de gorduras. Revisões sistemáticas com metanálises que absolvem a gordura saturada. Ambos os desenhos correspondem ao maior nível de evidência científica.

No fundo, no fundo precisamos é acabar com o nutricionismo; mania de querer transformar macronutrientes em comida. Compramos e comemos carne, ovos, azeite e não gordura, proteínas ou carboidratos.

Em MBE existe o paradigma do paraquedas. Não é necessário de um estudo para mostrar que pular de um avião de paraquedas é melhor do que sem nada, assim como não há necessidade de mais evidências mostrando que comida ruim (junk food, fast food) faz mal para a saúde. A solução não exige uma nova pílula mágica para reduzir a inflamação na micróglia cerebral e tratar a obesidade, para isso basta comer comida de verdade!

ESTADO DE MINAS: Gordura inflama o cérebro e o corpo – 16/7/2017

Postar um comentário