Title Image

Blog

Série: O mistério da dieta low carb: ela é perigosa? – Parte 7

7) Os músculos

Acreditar que seu corpo queimará prioritariamente massa magra por causa da dieta X, Y ou Z, tendo excesso de gordura no corpo, seria como juntar lenha para aquecimento no inverno e chegando o frio você queima o sofá para acender a lareira.

Se seu objetivo primário é o emagrecimento, independente da dieta escolhida, pode haver uma perda de massa magra, em função do foco momentâneo. Essa perda pode ser minimizada e até revertida quando exercícios de força são associados ao plano dietético traçado.

Boa alimentação e atividade física são pilares de uma vida saudável, e acabam sendo complementares, mas cada uma isoladamente é melhor fazendo sua real função.

Especificamente tratando-se de low carb, a evidência que mais me chama atenção é o estudo (Ann Inter Med. 2014;161:309-18) que randomizou obesos para as dietas low carb(LC)-75 e low fat(LF)-73. O acompanhamento foi por 12 meses. O desfecho primário, perda de peso, foi favorável a LC com menos 3,5 Kg (IC 1,4-5,6 Kg; p:0,02) em relação à LF. Até aí nenhuma novidade, né? Low carb funciona e mais uma vez mostrou-se melhor que low fat.

Quando disseca-se essa perda do ponto de vista de composição corpórea é que a coisa fica mais interessante. O grupo LC perdeu mais massa gorda em relação à LF (1,5% – IC 2,6-0,4%; p:0,01) e ganhou; isso mesmo, GANHOU massa magra 1,3% enquanto o grupo LF perdeu 0,4%.

O nível de atividade física foi similar entre os grupos durante todo o período de acompanhamento.

Dica do médico: querer ganhar músculos com dieta ou perder gordura na academia é como ter uma caixa de ferramentas só com um martelo; nesse caso, tudo vira prego. Foque na alimentação para emagrecer e nos treinos para crescer.

Postar um comentário