Title Image

Blog

Série: O mistério da dieta low carb: ela é perigosa – Parte 6

Ossos

Osteoporose… essa é a principal preocupação que vejo relacionando a dieta baixa em carboidratos e a saúde óssea.

Lógica mecanística: a sobrecarga protéica levaria a uma formação ácida aumentada que em parte seria tamponada pelos ossos com consequente desminenaralização; em última análise, levando a um desgaste da massa óssea.

Vamos ver o que dizem os estudos ?

A literatura não é tão vasta como em outros tópicos, mas de maneira geral, mostra-se um aumento na perda de cálcio pelos rins, contudo sem alteração dos marcadores ósseos. Sugere-se que apesar da perda de cálcio, não haja comprometimento do esqueleto.

Mas quem disse que low carb precisa ser hiperprotéica ?

A lenda da “dieta da proteína” continua rondando nosso meio como se fora uma realidade. Deve ficar claro que é MUITO difícil fazer uma hiperprotéica! Mesmo na fase de indução da dieta Atkins, onde há grande restrição de vegetais, o percentual proteíco não costuma ultrapassar 30% e tende a ficar similar a qualquer coisa outra dieta após 1 ano(em torno de 20%)-JAMA, March 7, 2007-V.297, N9. Lembrem-se disso: low carb é por natureza hiperlipídica (rica em gorduras).

A questão ecoante é: low carb é perigosa para os ossos? Apesar de pequeno, o melhor ECR sobre o tema mostra não haver aumento da reabsorção óssea em low carb quando comparada a uma dieta livre, sendo que o grupo de baixo carboidrato conseguiu perder em média 6,4 Kg em um período de observação de 3 meses. (Osteoporosis Int. 2006; 17:1398-1403).

Dica do médico: apesar de respaldado em uma literatura rasa (que é o que temos) com desfechos substitutos, não parece haver prejuízo na massa óssea com low carb. Aliás, a dica é, se você quer minimizar seu risco de osteoporose e fraturas, o foco é outro. Vá fazer exercícios de força como musculação e pilates. Não é mesmo @paularochamatos, @elton.francisco e @rafalund ?

Semana que vem falaremos dos músculos. Perde-se massa magra com low carb ?

#lowcarbéperigosa? #MBE #ossos #osteoporose #drjoseneto

Postar um comentário